UAI
Publicidade

Estado de Minas LIMA

Presidente esquerdista Castillo tem 60% de reprovação no Peru


16/01/2022 13:49

A reprovação do presidente peruano, Pedro Castillo, é de 60% após quase seis meses de governo, segundo pesquisa publicada neste domingo (16).

"A reprovação é a maior registrada desde que assumiu o cargo", disse em sua conta no Twitter a empresa Ipsos, responsável por esta pesquisa sobre a gestão pública do presidente, que assumiu o cargo em 28 de julho por um mandato de 5 anos.

Em dezembro, Castillo havia fechado com 58% de reprovação, após os 57% registrados em novembro e 48% em outubro, segundo a pesquisa publicada pelo jornal El Comercio.

O percentual de aprovação é de 33%, enquanto 7% dos entrevistados evitaram ou não quiseram avaliar o trabalho presidencial, apontou a pesquisa.

Castillo, de 52 anos, venceu as últimas eleições em junho de 2021 à frente de um pequeno partido marxista-leninista com 50,12% dos votos, em um segundo turno contra a conservadora Keiko Fujimori.

A rejeição de Castillo, professor do sindicato rural, é maior em Lima (79%) do que no resto do país (49%). A capital peruana abriga um terço do eleitorado e das elites peruanas.

A pesquisa, com margem de erro de 2.824, consultou 1.209 eleitores entre 13 e 14 de janeiro em várias cidades do Peru.

Castillo, que não tem experiência em gestão pública, enfrenta críticas da imprensa por ter montado um governo supostamente radical e por manter a incerteza sobre sua política econômica.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade