UAI
Publicidade

Estado de Minas CIDADE DA GUATEMALA

Guatemala quer endurecer penas para contrabando de migrantes


14/01/2022 20:43

O presidente da Guatemala, Alejandro Giammattei, anunciou nesta sexta-feira (14) que quer endurecer as penas para o contrabando de migrantes, durante a apresentação ao Congresso de um relatório sobre seus dois anos no cargo.

O presidente propôs o endurecimento das penas de prisão contra os traficantes, conhecidos como "coiotes", e pediu aos Estados Unidos - principal destino da migração guatemalteca - que "extradite esse tipo de criminoso que se enriquece com a migração irregular e o sofrimento das famílias".

Nos últimos anos, numerosos migrantes sem documentos, principalmente centro-americanos, tentaram atravessar o México em enormes caravanas para se proteger tanto das autoridades quanto do assédio de criminosos.

O avanço das caravanas em direção à fronteira norte tem causado tensões com os Estados Unidos, especialmente durante o governo do ex-presidente Donald Trump.

As autoridades guatemaltecas estão em alerta para a chegada de uma possível caravana maciça de migrantes hondurenhos, prevista para sábado, que tentará chegar aos Estados Unidos a pé.

Em seu relatório de meio de mandato, Giammattei estimou que o tráfico ilegal de migrantes na América Central gera mais de 4 bilhões de dólares por ano.

O presidente pediu aos parlamentares que aprovem com urgência um projeto de lei enviado nesta sexta-feira e que estabelece penas severas para o tráfico de pessoas, embora não tenha dado mais detalhes.

"Os muros não param a migração, não importa o tamanho que sejam construídos, ou passam por cima ou passam por baixo", declarou, referindo-se a uma proposta do ex-presidente Trump de construir um muro ao longo de toda a fronteira sul com o México.

Giammattei expressou suas condolências às famílias dos guatemaltecos que morreram em Chiapas, México, em 9 de dezembro em um acidente de trânsito. No total, 56 migrantes de vários países morreram e mais de cem ficaram feridos, a maioria guatemaltecos.

O presidente também elogiou o manejo da pandemia de coronavírus por parte de seu governo, embora tenha sido acusado por opositores por supostos atos de corrupção no gerenciamento de empréstimos milionários destinados a impedir a propagação do vírus.

Giammattei também destacou o crescimento econômico de 7,5% do Produto Interno Bruto (PIB) alcançado em 2021, "uma conquista histórica" em meio à pandemia.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade