UAI
Publicidade

Estado de Minas MOSCOU

Rússia desmantela grupo de hackers REvil a pedido dos EUA


14/01/2022 11:40

Os serviços de segurança russos anunciaram, nesta sexta-feira (14), que desmantelaram o grupo de hackers REvil, considerado o mais perigoso em programas de sequestro de dados ("rasomware"), a pedido dos Estados Unidos.

Após uma operação dos serviços de segurança (FSB) e da polícia russa, "pôs-se fim à existência deste grupo criminoso organizado", declarou o FSB em um comunicado.

As buscas feitas "a pedido das autoridades norte-americanas competentes" tiveram como alvo 14 pessoas e 25 endereços, o que permitiu a apreensão de 426 milhões de rublos (US$ 5,4 milhões) e de 20 carros de luxo, completou o FSB.

Em uma cúpula em junho passado, o presidente russo, Vladimir Putin, e o americano, Joe Biden, manifestaram sua vontade de fortalecer sua cooperação na luta contra os cibercrimes, após vários episódios de tensão e de acusações contra a Rússia.

O FSB não informou quantas pessoas foram presas hoje, mas divulgou vídeos das detenções.

Os membros do grupo "criaram programas muito prejudiciais, organizaram o desvio de fundos de contas de cidadãos estrangeiros e chegaram a receber o dinheiro", acrescentaram as mesmas fontes.

No início de julho de 2021, este grupo de hackers russófonos, também conhecido como Sodinokibi, havia reivindicado o ataque da empresa americana de informática Kaseya.

Naquele momento, Biden, em telefonema com Putin, havia-lhe pedido que agir e pôr fim a estes ataques cometidos da Rússia. Caso contrário, alertou ele, os Estados Unidos tomariam "as medidas necessárias".

Segundo o Tesouro americano, no primeiro semestre de 2021, foram pagos US$ 590 milhões em resgates no país, contra US$ 416 milhões no mesmo período de 2020.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade