UAI
Publicidade

Estado de Minas ROMA

Propaganda em jornal da família Berlusconi lança sua candidatura à Presidência da Itália


13/01/2022 14:17

O magnata midiático e ex-primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, foi apresentado nesta quinta-feira (13) como o "herói da liberdade" que "pôs fim à guerra fria" e "exemplo para todos os italianos" no lançamento de sua campanha à presidência do país em uma página de publicidade publicada no jornal de sua família.

Dez dias antes de o Parlamento eleger o presidente da República, o Il Giornale, de propriedade de seu irmão Paolo Berlusconi, publicou hoje um perfil muito particular do ex-primeiro-ministro.

"Quem é Silvio Berlusconi?", é a pergunta que abre a página, ilustrada por uma foto de perfil do ex-chefe de governo, de 85 anos, sorrindo e o logotipo de seu partido Forza Italia, de centro-direita.

Abaixo aparecem as 25 maiores qualidades - segundo a peça de publicidade - do empresário que entrou na política em 1994 ao seduzir milhões de italianos com seu império midiático.

Um homem "bom e generoso", "amigo de todos e inimigo de ninguém", "um empresário que se fez sozinho, exemplo para todos os italianos", também "o líder ocidental mais apreciado e aplaudido (8 minutos) na 'história do Congresso americano'", diz o anúncio.

A iniciativa foi lançada oficialmente por um grupo de militantes do Forza Italia, o partido fundado pelo magnata, em particular por aqueles com mais de 65 anos.

"É um dos maiores contribuintes da Itália" destaca a propaganda, que, no entanto, esconde o fato de ele ter sido condenado em 2013 por evasão fiscal, assim como seus problemas na Justiça por suas festas eróticas ao ritmo do bunga bunga.

O italiano "mais competente em política internacional", "ouvido e apreciado" em todo o mundo, ficará na história como "o herói da liberdade", segundo a propaganda, por ter colocado fim à Guerra Fria em 2002, ao convencer os presidentes de Rússia, Vladimir Putin, e EUA, George W. Bush, a iniciar uma nova era de cooperação durante a cúpula da Otan celebrada na base militar italiana de Pratica di Mare, nos arredores da capital Roma.

"Quem além dele?", questiona o anúncio ao abrir uma insólita campanha, já que o inquilino do Palácio do Quirinal é escolhido de forma indireta pelos mais de 1.000 senadores, deputados e representantes das regiões, pois trata-se de uma democracia regida pelo sistema parlamentar.

Apesar de seus recentes problemas de saúde e revezes judiciais, Silvio Berlusconi sonha em acrescentar a seu extenso e polêmico currículo uma nova ocupação, a de chefe de Estado, nas votações que começam em 24 de janeiro.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade