UAI
Publicidade

Estado de Minas WASHINGTON

Comissão legislativa sobre invasão ao Capitólio querem ouvir apresentador da Fox News


05/01/2022 06:30

Os congressistas que investigam a trágica invasão do Capitólio dos Estados Unidos em janeiro de 2021 pediram ao apresentador de televisão conservador Sean Hannity que compartilhe informações sobre suas comunicações com o então presidente americano, o republicano Donald Trump.

Em uma carta divulgada na terça-feira (4), legisladores disseram ter obtido "dezenas de mensagens de texto" que Hannity, um âncora da Fox News próximo a Trump, enviou ao ex-presidente e a seu entorno antes do ataque à sede legislativa por parte de seguidores do republicano.

Em 6 de janeiro de 2021, milhares de eleitores e simpatizantes de Trump invadiram a sede da democracia americana, na tentativa de impedir que os legisladores certificassem a vitória do presidente recém-eleito, o democrata Joe Biden. Cinco pessoas morreram no tumulto, e dezenas ficaram feridas.

"Estou muito preocupado com as próximas 48 horas", escreveu Hannity em uma dessas mensagens de texto na véspera da invasão, segundo a carta dos congressistas a Hannity.

"Por que você estava preocupado com as próximas 48 horas?", questionaram os legisladores Bennie Thompson e Liz Cheney, que lideram o comitê de investigação.

Na missiva, eles pedem a Hannity que agende um horário para uma entrevista com o comitê.

Na quinta-feira (5), Biden fará um discurso em lembrança do ataque. Nele, deve alertar sobre uma ameaça significativa às liberdades políticas tidas como garantidas, até agora, pela maioria dos americanos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade