UAI
Publicidade

Estado de Minas MOSCOU

Rússia aumenta pena de historiador do Gulag


27/12/2021 07:39

Um tribunal russo aumentou para 15 anos, nesta segunda-feira (27), a pena total de prisão do conhecido historiador do Gulag Yuri Dmitriev. De acordo com seus apoiadores, as acusações são uma punição por seu trabalho.

Dmitriev dirige uma filial do importante centro de direitos humanos Memorial, alvo de uma campanha para silenciar as vozes que criticam o governo.

"Quinze anos para Yuri Dmitriev", disse Memorial no Twitter.

A ONG considera o historiador um preso político e acredita que o verdadeiro motivo de seu julgamento seja "sua atividade para preservar a memória das repressões políticas" da era soviética.

O Memorial está há anos na mira das autoridades russas e, nesta semana, os tribunais decidirão sobre seu fechamento por acusações de violação da lei e de promoção do terrorismo e do extremismo.

Há décadas, Dmitriev trabalha na localização e exumação de fossas comuns de pessoas mortas sob Stalin. O historiador criou um monumento em homenagem às vítimas na região da Carelia.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade