UAI
Publicidade

Estado de Minas OTTAWA

Trudeau propõe ajustar com os EUA benefícios fiscais para carros elétricos


13/12/2021 22:45

O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, disse nesta segunda-feira (13) ter proposto aos Estados Unidos ajustar os benefícios fiscais concedidos à indústria dos carros elétricos a fim de evitar um conflito comercial com Washington, cujo plano de subsídios ameaça o setor automotivo canadense.

Sua declaração ocorre após a ameaça de novas tarifas alfandegárias a produtos americanos e a suspensão de trechos do tratado de livre comércio norte-americano se Washington seguir adiante com os alívios fiscais para veículos elétricos produzidos com mão-de-obra sindicalizada nos Estados Unidos.

"Canadá e Estados Unidos fabricam carros há mais de 50 anos. Nossas cadeias de abastecimento estão profundamente integradas", disse Trudeau durante uma coletiva de imprensa.

"É por isso que trabalhamos muito intensamente com os Estados Unidos para que entendam que este desconto fiscal para sua indústria de veículos elétricos obviamente não é boa para o Canadá, mas tampouco para os Estados Unidos", informou.

Trudeau acrescentou que "várias soluções" já foram propostas a Washington, incluindo "alinhar os incentivos no Canadá e nos Estados Unidos para se assegurar de que não haja vantagens injustas para nenhum dos dois lados".

O subsídio proposto pelos Estados Unidos está incluído no plano orçamentário de 1,75 trilhão de dólares do presidente Joe Biden, que aguarda aprovação do Congresso.

Este plano propõe impulsionar a produção de veículos elétricos nos Estados Unidos, oferecendo um maior desconto fiscal aos fabricados em território americano por empresas com sindicatos.

Em carta dirigida aos senadores americanos na sexta-feira, a vice-primeira-ministra canadense, Chrystia Freeland, disse que este desconto fiscal equivaleria a impor uma tarifa de 34% nos veículos elétricos produzidos no Canadá.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade