UAI
Publicidade

Estado de Minas BUENOS AIRES

Kirchner é dispensada em processo por suposta lavagem de dinheiro na Argentina


26/11/2021 21:29

A vice-presidente argentina Cristina Kirchner e seus dois filhos, Florencia e Máximo, foram dispensados por inexistência de crime em um processo que investigava uma suposta lavagem de dinheiro, de acordo com a decisão divulgada nesta sexta-feira (26).

Um tribunal federal considerou que o processo carecia de respaldo para ser levado a julgamento oral. A medida atinge também os outros seis citados na ação judicial. A decisão, porém, ainda pode ser apelada para a Câmara Federal de Cassação Criminal.

Conhecido como "Hotesur" ou "Los Sauces", o caso tratava do suposto superfaturamento nas licitações de obras públicas realizadas na província de Santa Cruz e o alegado pagamento de subornos por meio de falsas reservas em hoteis pertencentes à família Kirchner.

Kirchner, de 68 anos, foi absolvida em vários casos por supostos crimes ocorridos em seus dois mandatos presidenciais (2007-2015), mas ela ainda responde a cinco processos.

A última dessas decisões foi o arquivamento, em outubro, do processo em que ela foi acusada de encobrir os responsáveis pelo atentado contra a associação judaica Amia, em 1994, em Buenos Aires, com um saldo de 85 mortos e 300 feridos.

Em 2019, Kirchner foi eleita vice-presidente na chapa com o presidente Alberto Fernández.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade