UAI
Publicidade

Estado de Minas QUITO

Terremoto de 4,6 graus causa pânico e leves danos na capital do Equador


23/11/2021 20:57 - atualizado 23/11/2021 21:02

A capital equatoriana viveu nesta terça-feira (23) momentos de pânico após um terremoto de magnitude 4,6 produzido em pouca profundidade. O tremor não deixou vítimas, mas causou leves danos a uma série de estabelecimentos de educação e de saúde, além de casas, informaram as autoridades.

Vários prédios e centros de saúde de Quito, onde vivem 2,7 milhões de pessoas, foram evacuados antes do meio-dia, quando o solo começou a tremer com força.

O Instituto Geofísico local tinha reportado que o tremor foi de 4,5 graus, mas em seu boletim mais recente, detalhou que alcançou 4,6. Em seguida, houve duas réplicas de até 1,4 grau.

Segundo o Serviço de Gestão de Riscos (Defesa Civil), cerca de 20 edifícios, entre eles uma faculdade da principal universidade pública do país e a sede da Cruz Vermelha, sofreram pequenos danos.

- Sem vítimas -

O medo se espalhou entre dezenas de pacientes do hospital Carlos Andrade Marín, unidade da previdência social localizada no moderno centro da capital, quando o chão começou a tremer, verificou a AFP.

"Todos acordaram assustados porque parecia que o teto ia cair", contou à AFP Sonia Durán, de 72 anos, que acompanhava seu marido para um exame.

Depois de passarem quase uma hora fora do hospital, apenas os funcionários foram autorizados a entrar para relatar avarias em suas estações de trabalho.

Nuvens de poeira geradas pelo abalo sísmico cobriram alguns pontos verdes da cidade, onde também houve quedas de rochas sobre vias, de acordo com o Serviço Integrado de Segurança ECU 911.

No aeroporto internacional que atende Quito e na malha rodoviária "não foram registrados danos" e "tampouco se recebeu informes de pessoas afetadas", acrescentou a entidade em nota.

- "Sacudida violenta" -

O Instituto Geofísico observou que o epicentro do terremoto localizou-se próximo à cidade de Puembo, a 13 km de Quito. O hipocentro ocorreu a 4,3 km de profundidade.

"Foi uma sacudida violenta", contou à AFP Lauro López, de 56 anos.

Pelas redes sociais circularam imagens de pedras sobre as vias e vidraças quebradas. O município de Quito destacou que não há danos "estruturais graves".

O tremor também foi sentido nas províncias vizinhas de Imbabura (norte) e Cotopaxi (centro).

"Nossa casa quase caiu sobre nós, estávamos em pânico", disse nervosa Diana de Castillo, uma jovem mãe que mora ao norte da cidade.

Localizado na zona de subducção das placas tectônicas de Nazca e da América do Sul, o Equador é um país com alta atividade sísmica.

Em 16 de abril de 2016, um terremoto de magnitude 7,8 atingiu as províncias de Manabí e Esmeraldas, deixando 673 mortos.

Twitter


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade