UAI
Publicidade

Estado de Minas PARIS

Unesco comemora 75 anos de atuação pela cultura


12/11/2021 16:23

Criada em 1946 após a devastação da Segunda Guerra Mundial, a Unesco comemorou 75 anos nesta sexta-feira (12), em seu caminho para construir a paz por meio da educação, ciência e cultura.

Cerca de trinta chefes de Estado e de Governo quiseram participar neste importante aniversário.

Por sua vez, o secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, elogiou em um vídeo o trabalho dessa organização, "no centro da rede da ONU", que "traz benefícios tangíveis para as pessoas de todo o mundo".

O papa Francisco, também virtualmente, descreveu a Unesco como "um interlocutor privilegiado da Santa Sé ao serviço da paz e da solidariedade dos povos, para o desenvolvimento dos seres humanos e a proteção do patrimônio cultural da humanidade".

No seu discurso, o presidente da Gana, Nana Akufo-Addo, destacou os "óbvios benefícios" da "cooperação cordial" do seu país com a Unesco, nos domínios da educação e da liberdade de imprensa.

Assinada em 1972, a Convenção do Patrimônio Mundial, a mais conhecida da Unesco, protege mais de mil sítios culturais ou naturais, presentes em 167 países.

"Depois de 75 anos de existência, o balanço da Unesco é notável", principalmente no plano do patrimônio, destaca Chloé Maurel, pesquisadora associada à Sorbonne, especialista nesta instituição e na ONU.

E ainda mais se considerarmos que a Unesco tem sido como "uma caixa de som para os países do Sul que tem permitido que se afirmem", continua a historiadora, em mensagem enviada à AFP.

No entanto, a instituição é muitas vezes criticada por sua falta de dinamismo e pelo pouco peso de suas ações concretas.

Segundo Maurel, "a necessidade de respeitar 'o que é politicamente correto' e de não ofender nenhum Estado-membro limita" suas ações.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade