UAI
Publicidade

Estado de Minas TEERÃ

Irã volta a adiar a execução de homem preso aos 17 anos


16/10/2021 09:04

O Irã adiou mais uma vez a execução de um homem preso por assassinato quando tinha 17 anos, informou neste sábado (16) o jornal Etemad, em meio a uma forte pressão internacional.

"A execução de Arman Abdolali, que deveria ser aplicada nesta manhã de 16 de outubro, não aconteceu e o jovem foi devolvido à prisão", escreveu o jornal iraniano, sem dar mais detalhes.

O jornal Hamchahri, do governo de Teerã, anunciou na quarta-feira que a execução, que deveria acontecer naquele dia, havia sido adiada para sábado, acrescentando que o condenado seria executado "provavelmente logo".

Arman Abdolali, que agora tem 25 anos, foi condenado em um julgamento que os grupos de direitos humanos classificam como injusto.

"As autoridades iranianas devem anular imediatamente a execução", disse na terça-feira um comunicado da Anistia Internacional.

O Irã executa todo ano mais pessoas que qualquer outra nação, com exceção da China. A IHR disse que ao menos 64 jovens criminosos foram executados no Irã nos últimos 10 anos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade