UAI
Publicidade

Estado de Minas BRUXELAS

UE oferece flexibilizar controles aduaneiros para reduzir tensões na Irlanda do Norte


13/10/2021 14:42 - atualizado 13/10/2021 14:43

A União Europeia (UE) propôs ao Reino Unido uma flexibilização dos controles de certas mercadorias destinadas à Irlanda do Norte, como forma de reduzir as tensões com essa província britânica, segundo nota divulgada nesta quarta-feira (13).

Esta oferta faz parte de um conjunto de ofertas apresentada spela UE para tentar resolver os persistentes problemas na relação pós-Brexit entre Londres e Bruxelas.

A medida visaria uma "ampla gama" de mercadorias originárias do Reino Unido e "consumidas na Irlanda do Norte" e teria o efeito de reduzir os controles em cerca de 80% e as formalidades aduaneiras em 50%, de acordo com a nota da Comissão Europeia.

O plano teria o efeito de reduzir em cerca de 80% os controles e as formalidades aduaneiras em 50%, segundo a Comissão Europeia.

Maros Sefcovic, vice-presidente da Comissão Europeia, disse durante uma coletiva de imprensa que escutou os pontos de vista dos moradores da Irlanda do Norte e que "as propostas apresentadas hoje são uma resposta genuína às suas preocupações".

A UE, acrescentou Sefcovic, dá agora "prova de flexibilidade, mas o governo britânico deve fazer sua parte. Os controles que restam devem ser efetuados corretamente e os postos aduaneiros devem ser operacionais".

No entanto, a UE reiterou que rejeita qualquer renegociação do protocolo alcançado para a Irlanda como parte das intermináveis conversações sobre como administrar as relações comerciais entre o bloco e o Reino Unido.

Instantes depois das declarações de Sefcovic, um porta-voz do governo britânico anunciou que Londres tinha recebido as propostas e que seriam analisadas "de forma séria e construtiva".

Como parte integral do Tratado do Brexit, o protocolo especial geriu o comércio entre a Irlanda do Norte e o restante do Reino Unido desde o amargo divórcio britânico da UE em janeiro de 2020.

A solução adotada para proteger o mercado europeu e, ao mesmo tempo, evitar o retorno de uma fronteira física à ilha da Irlanda cria uma barreira aduaneira entre a República da Irlanda e a província britânica da Irlanda do Norte.

O Reino Unido fez em reiteradas ocasiões a ameaça de uma suspensão unilateral do protocolo, sob o risco de uma crise aberta com a UE e uma espiral de represálias comerciais.

Na terça-feira, o secretário britânico para as relações com a UE, David Frost, apresentou uma versão revisada do protocolo, que aumentou ainda mais a tensão em Bruxelas.

A Irlanda, por sua vez, acusou o Reino Unido de querer "mudar as regras do jogo", ao rechaçar as soluções da UE inclusive antes de serem publicadas e pedir sempre mais.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade