UAI
Publicidade

Estado de Minas SYDNEY

Fundador de igreja evangélica australiana nega ter acobertado abusos a menores


05/10/2021 06:39

O pastor australiano e fundador de uma igreja evangélica globalmente expandida se declarou inocente, nesta terça-feira (5), por ter encoberto supostos casos de abuso sexual de menores cometidos por seu próprio pai.

Pastor da Hillsong Church e uma figura religiosa proeminente na Austrália com ligações com o primeiro-ministro conservador, Brian Houston é acusado de não relatar os abusos sexuais cometidos por seu pai, ao tomar conhecimento dos casos, em 1999.

Seu pai Frank, falecido em 2004, foi acusado de abusar de um menino de sete anos na década de 1970, quando era um pregador da Igreja Evangélica Assembleia de Deus.

Em uma curta audiência em Sydney nesta terça-feira (5), os advogados de Brian Houston disseram que eu cliente é inocente.

No passado, o pastor rejeitou essas acusações e tentou limpar seu nome, garantindo que confrontou seu pai sobre essas acusações e que não as comunicou à polícia a pedido da suposta vítima.

Em um comunicado divulgado quando as acusações vieram à tona, o primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, que assistiu a eventos de sua igreja, disse que seria "inadequado comentar" o caso.

A Hillsong Church opera em 30 países e afirma ter uma frequência média semanal de 150.000 paroquianos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade