UAI
Publicidade

Estado de Minas WASHINGTON

EUA e Catar impõem sanções conjuntas aos 'financiadores' do Hezbollah


29/09/2021 14:26

Os Estados Unidos anunciaram nesta quarta-feira (29) sanções com o Catar contra uma rede de "financiadores" do movimento xiita libanês Hezbollah, um aliado do Irã, uma das "mais significativas" medidas antiterroristas conjuntas tomadas pelo país, informou o chefe da diplomacia americana, Antony Blinken.

Sete cidadãos das monarquias do Golfo, assim como uma empresa do Catar, foram listados como "terroristas" pelo Tesouro dos EUA como supostos membros de uma "rede de financiamento" do Hezbollah, considerada por sua vez como uma "organização terrorista" por Washington.

Especificamente, seus possíveis ativos nos Estados Unidos estão congelados e eles são impedidos de acessar o sistema financeiro nacional. Doha adotou medidas semelhantes.

Entre os sancionados, os catarianos Ali Reda Hassan al-Banai e Ali Reda al-Qassabi Lari são acusados pelo Tesouro de terem "enviado dezenas de milhões de dólares" ao Hezbollah.

Essas sanções são "uma das medidas conjuntas mais significativas que tomamos com um parceiro membro do Conselho de Cooperação do Golfo" e "destacam nossa ampla cooperação bilateral para combater o financiamento do terrorismo", disse Blinken.

Os outros países do Golfo, e muitas vezes os Estados Unidos, acusaram no passado o Catar de estar perto demais do Irã ou mesmo de apoiar movimentos islâmicos.

Mas, sob pressão de Washington, Doha fez as pazes com seus vizinhos, como a Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade