UAI
Publicidade

Estado de Minas KIEV

Gás russo é motivo de disputa entre Ucrânia e Hungria


28/09/2021 11:18

Ucrânia e Hungria anunciaram, nesta terça-feira (28), a convocação de seus respectivos embaixadores, e Kiev acusou Budapeste de fechar acordos de gás com Moscou que ameaçam sua "segurança energética".

A Hungria foi a primeira a convocar o representante ucraniano, e a Ucrânia fez o mesmo.

"Consideramos uma violação da nossa soberania que a Ucrânia queira impedir o fornecimento" de gás para a Hungria, disse o ministro húngaro das Relações Exteriores, Peter Szijjarto, nesta terça, no Facebook.

"O transporte de gás pela Ucrânia minava a segurança energética do nosso país e da Europa", disse o porta-voz da Chancelaria ucraniana, Oleg Nikolenko, à AFP.

Na segunda-feira (27), a gigante russa do gás Gazprom anunciou a assinatura de dois contratos para fornecer até 4,5 bilhões de metros cúbicos de gás russo por ano à Hungria, durante 15 anos e contornando a Ucrânia. Até agora, esta última era a principal rota de trânsito.

Ontem, diplomatas ucranianos se declararam "surpresos" e "decepcionados" com a decisão de Budapeste "tomada para agradar ao Kremlin".

Moscou frisou que a Ucrânia "não tem direito de interferir" nas relações entre Rússia e Hungria, segundo o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

A Ucrânia obtém uma importante receita com o trânsito do gás russo para o restante da Europa, razão pela qual vê como uma ameaça qualquer acordo que não passe por seu território.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade