UAI
Publicidade

Estado de Minas CIDADE DO MÉXICO

Maduro viaja ao México para cúpula da Celac


18/09/2021 09:38 - atualizado 18/09/2021 09:43

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, viajou ao México para participar neste sábado (18) da reunião de cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac), anunciou a chancelaria mexicana na sexta-feira.

Maduro foi recebido no aeroporto da Cidade do México pelo ministro do Exterior, Marcelo Ebrard, informou a chancelaria mexicana no Twitter.

O presidente chegou ao país "para sua participação na VI Cúpula de Chefes de Estado e de Governo da Celac que acontece amanhã (sábado) no Palácio Naiconal", disse a chancelaria.

"Pousando no México! (...) Viemos com a verdade da Venezuela, Bolívar, Chávez e dos Libertadores. A União está acima das diferenças. Pela união tudo, sem ela nada!", tuitou o presidente venezuelano.

Em março de 2020, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos acusou o presidente venezuelano de crimes como "narcoterrorismo", narcotráfico e porte de armas, entre outros, e ofereceu 15 milhões de dólares pela sua captura. Desde então, Maduro, que costumava viajar para Cuba, sua aliada política, ou para países do Caribe, tem evitado deixar a Venezuela.

A viagem ao México é a primeira de caráter oficial desde que o presidente venezuelano foi acusado pela Justiça dos Estados Unidos.

Veículos da imprensa local e as redes sociais mencionam a possibilidade de Maduro ser detido fora de seu país.

A inadvertida chegada de Maduro ao México gerou dúvidas sobre sua intenção de comparecer também à Assembleia Nacional da ONU, que se reúne a partir da próxima terça-feira (21) em Nova York.

"Neste ano vamos a Nova York, não é? O discurso na ONU (...). Preparados, vamos por terra, mar ou ar. Chegaremos lá", disse o presidente venezuelano no mês passado.

Maduro não comparece ao encontro máximo da diplomacia mundial desde 2018. Até o momento, não existe nenhuma confirmação oficial de sua presença.

- Aproximação -

A confirmação da participação de Maduro na Celac aconteceu a poucas horas da reunião entre os chefes de Estado e de governo, chanceleres e enviados dos 33 países que compõem o órgão. O encontro será realizado no Palácio Nacional, na manhã deste sábado, e aberto pelo presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador.

As relações entre México e Venezuela, marcadas por tensões em governos passados, se tornaram mais próximas com a chegada do esquerdista López Obrador à presidência mexicana.

Um dos pontos em que ambos concordam são os questionamentos sobre o papel da Organização dos Estados Americanos (OEA).

Maduro disse em sua chegada que vai propor "criar uma secretaria geral da Celac" com sede na Cidade do México, para que o órgão regional seja o caminho da América Latina e Caribe.

"Há um debate entre a OEA e a Celac, é o debate antigo (...) entre América Latina e Caribe, nossa América, e a outra América, a América Imperial", disse o presidente à televisão estatal venezuelana VTV.

O México, que ocupa a presidência temporária da Celac, mencionou a possibilidade de substituir a OEA por um órgão "autônomo".

Maduro esteve no México em 1º de dezembro de 2018, quando López Obrador assumiu a presidência. Entre os líderes que já estão no México para a reunião da Celac está o presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade