Publicidade

Estado de Minas PRAGA

Choque de trens deixa mortos e dezenas de feridos na República Tcheca


04/08/2021 12:41 - atualizado 04/08/2021 12:43

Três pessoas morreram, e dezenas ficaram feridas nesta quarta-feira (4), na colisão de dois trens na localidade de Milavce, na região oeste da República Tcheca - anunciou a Sprava Zeleznic, a empresa responsável pela rede ferroviária nacional.

A colisão, que ocorreu por volta das 8h00 local (3h de Brasília), se deu entre um trem da empresa alemã Die Länderbahn GmbH que ligava Munique (Alemanha) a Praga e um trem regional que ligava as cidades tchecas de Plzen e Domazlice.

"Infelizmente, segundo recentes informações, uma colisão ferroviária (...) deixou três mortos e dezenas de feridos", tuitou a empresa responsável pela rede ferroviária tcheca.

"Todos os passageiros estão sendo retirados dos trens. Depois da investigação do acidente por parte da Inspetoria Ferroviária, começará o trabalho de remoção dos escombros. Planejamos retomar as operações amanhã de manhã", acrescentou a companhia ferroviária.

De acordo com os serviços de resgate tchecos, os maquinistas dos dois trens, ambos de nacionalidade tcheca, e uma passageira do trem regional morreram no acidente.

De acordo com a rede ferroviária tcheca, todos os passageiros foram evacuados dos trens.

"Após a investigação do acidente pela Inspetoria das Ferrovias, os trabalhos de desobstrução vão começar. Pretendemos retomar as operações amanhã de manhã", disse.

"Nesta etapa, confirmamos que o acidente de trem matou três pessoas. Não estamos mais procurando passageiros", declarou, por sua vez, a polícia tcheca.

Mais cedo, a porta-voz das equipes de resgate da região de Plzen, Maria Svobodova, havia anunciado que 31 pessoas estavam recebendo atendimento médico, e outras sete se encontravam em estado crítico.

Segundo a imprensa local, há estrangeiros entre os passageiros.

Um dos trens envolvidos na colisão foi o Ex 351, que cobria a rota entre Munique e Praga. O outro era um trem regional que viajava entre as cidades tchecas de Plzen e Domazlice.

De acordo com imagens transmitidas pela televisão tcheca CT24, uma parte da locomotiva do trem alemão está completamente destruída.

Em um comunicado, a empresa alemã disse que o tráfego ferroviário no lado checo "é da responsabilidade" da companhia nacional tcheca.

O ministro tcheco dos Transportes, Karel Havlicek, afirmou, por sua vez, que o trem alemão "não respeitou um sinal e bateu no trem regional".

"A situação é terrível", declarou Havlice, pouco antes de se dirigir para o local do acidente.

O primeiro-ministro tcheco, Andrej Babis, enviou suas condolências aos familiares dos mortos.

Quatro helicópteros, várias ambulâncias e dezenas de equipes de resgate foram enviados para o local da tragédia.

"A Cruz Vermelha alemã, o serviço de ambulâncias bávaro e médicos da cidade de Cham também estão no local do acidente ferroviário. A polícia alemã também se ofereceu para ajudar", tuitou a polícia tcheca.

Segundo a agência CTK, o acidente mais grave no atual território tcheco foi em 1960, quando o país fazia parte de Tchecoslováquia. Um choque de trens perto da cidade de Pardubice (centro) deixou 118 mortos e 100 feridos.

Em julho do ano passado, duas colisões de trens na República Tcheca também deixaram três mortos e dezenas de feridos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade