Publicidade

Estado de Minas HAVANA

Cuba recebe 88 toneladas de ajuda humanitária enviada pela Rússia


26/07/2021 12:54

Cuba recebeu 88 toneladas de ajuda humanitária enviada pelo presidente da Rússia, Vladimir Putin, para enfrentar o aumento de casos de covid-19 e as dificuldades impostas pelo embargo americano - informou o jornal oficial Granma nesta segunda-feira (26).

Dois enormes aviões militares de transporte An-124 aterrissaram na noite de domingo, levando um milhão de máscaras, equipamentos de proteção e alimentos a bordo.

"Agradeço ao Governo da Federação Russa pelo envio de ajuda humanitária, símbolo das excelentes relações de amizade e de solidariedade que unem nossos países irmãos", disse o chanceler cubano, Bruno Rodríguez, em sua conta no Twitter.

A ministra do Comércio Interior, Betsy Díaz, que compareceu para recepcionar a chegada dos aviões, disse que Cuba passa por uma situação complexa de desabastecimento, sobretudo de alimentos, como resultado do reforço do embargo dos Estados Unidos, segundo o Granma.

Também presente no aeroporto, o embaixador russo Andrei Guzkov disse que trabalha em coordenação com as autoridades cubanas para conhecer outras necessidades específicas da ilha, como remédios, e incluí-los "em doações posteriores".

A deterioração da situação econômica nos últimos meses e o avanço do covid-19 agravaram a situação social, um quadro exposto por protestos sem precedentes realizados em 11 de julho, em cerca de 40 cidades.

A ilha registrou 8.184 novos casos de covid-19 e 66 mortos nas últimas 24 horas. Desde o início da pandemia, o país acumula 341.152 casos e 2.417 mortos.

Dois navios da Marinha de Guerra mexicana zarparam no domingo (25) do porto de Veracruz (sudeste), rumo a Cuba, com ajuda humanitária enviada pelo governo de Andrés Manuel López Obrador.

A ajuda inclui seringas, tanques de oxigênio tipo T e máscaras para enfrentar a emergência sanitária provocada pela covid-19, além de leite em pó, feijão, farinha de trigo, latas de atum, óleo comestível, gasolina e diesel.

Grupos dos Estados Unidos contrários ao embargo comercial de Washington contra Havana anunciaram que vão enviar seis milhões de seringas de vacinação. Parte delas já está na ilha.

A ilha está promovendo uma forte campanha de vacinação com a vacina Abdala e a candidata à vacina Soberana 02. A expectativa é ter 70% de seus 11,2 milhões de habitantes imunizados até o final de agosto.

02 - TELEFONICA DEUTSCHLAND HOLDING AG


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade