Publicidade

Estado de Minas GENEBRA

Ex-alta comissária de DH investigará possíveis abusos de guerra em Israel e Gaza


22/07/2021 13:18 - atualizado 22/07/2021 13:26

A comissão de investigação internacional sobre os atentados aos direitos humanos cometidos nos territórios palestinos ocupados e em Israel será presidida por Navi Pillay, ex-alta comissária para direitos humanos - anunciou a ONU nesta quinta-feira (22).

Os outros dois membros são o indiano Miloon Kothari e o australiano Chris Sidoti.

A comissão foi criada no fim de maio pelo Conselho de Direitos Humanos, após um violento conflito entre Israel e os palestinos.

Kothari foi relator especial da ONU para a Habitação de 2000 a 2008, enquanto Sidoti é um especialista renomado em direitos humanos.

Navi Pillay foi alta comissária para os Direitos Humanos de 2008 a 2014. Também foi juíza e presidente do Tribunal Penal Internacional para Ruanda.

Uma resolução adotada em 28 de maio, com 24 votos a favor, 9 contra e 14 abstenções, lançou esta "comissão internacional de investigação independente e permanente" encarregada de analisar as violações do direito internacional humanitário e dos direitos humanos que levaram à violência em maio.

De 10 a 21 de maio, 254 palestinos morreram por ataques israelenses na Faixa de Gaza, entre eles 66 crianças e combatentes, segundo as autoridades locais.

Em Israel, o lançamento de foguetes de Gaza matou 12 pessoas, entre elas uma criança, um adolescente e um soldado, segundo a polícia.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade