Publicidade

Estado de Minas LOS ANGELES

Harvey Weinstein nega acusações de abuso sexual e estupro em Los Angeles


21/07/2021 17:13

O ex-produtor de cinema americano Harvey Weinstein se declarou inocente nesta quarta-feira (21) em um tribunal em Los Angeles das 11 acusações de estupro e abuso sexual que teriam ocorrido contra cinco mulheres em hotéis na Califórnia.

"A declaração de não culpabilidade foi apresentada", disse o juiz Sergio Tapia, depois que um advogado falou em nome de Weinstein, que compareceu ao tribunal em uma cadeira de rodas e vestindo um uniforme marrom de presidiário.

O outrora influente magnata do cinema, cuja queda é vista como uma grande vitória para o movimento #MeToo, cumpre uma sentença de 23 anos de prisão por abuso sexual e estupro em Nova York desde 2020.

Ele foi transferido para Los Angeles nesta terça-feira para responder a essas novas acusações, que podem levar a mais 140 anos de prisão.

Na Califórnia, Weinstein é acusado, principalmente, de ter estuprado uma modelo italiana em um hotel de Beverly Hills em fevereiro de 2013 e de ter abusado sexualmente de Lauren Young, uma aspirante a atriz, no banheiro de outro hotel.

"Qualquer um que abusa de seu poder e influência para atacar outras pessoas será levado à justiça", disse o promotor distrital de Los Angeles, George Gascon.

Weinstein sempre negou os fatos, tanto os de Nova York quanto os de Los Angeles, alegando relações consensuais.

No início de abril, ele recorreu de sua condenação por estupro e abuso sexual em Nova York, proferida em março de 2020 após um midiático julgamento.

Ao todo, quase 90 mulheres acusaram Harvey Weinstein de assédio ou abuso sexual.

A próxima audiência do caso na Califórnia está marcada para 29 de julho.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade