Publicidade

Estado de Minas WASHINGTON

Alto funcionário da saúde pública dos EUA "muito preocupado" com panorama da covid


18/07/2021 13:43

O alto funcionário da saúde pública dos Estados Unidos, Vivek Murthy, disse estar "muito preocupado" com o panorama da covid-19 nos próximos meses e defendeu a ordem de usar a máscara novamente em Los Angeles, afirmando que outras regiões deveriam fazer o mesmo.

O Dr. Murthy, porta-voz do governo para questões de saúde pública, apareceu em vários programas de notícias poucas horas depois que a nova ordem de uso de máscaras em espaços internos entrou em vigor em Los Angeles.

Até agora, nenhuma outra cidade americana restabeleceu uma medida semelhante, mas Murthy disse que outras seguirão o exemplo diante do aumento de casos da variante Delta, muito mais contagiosa.

"Em áreas onde há baixo número de pessoas vacinadas, ou onde os casos estão aumentando, é muito razoável que os condados tomem mais medidas de mitigação, como o uso de máscaras que se adota em Los Angeles, e eu prevejo que isso acontecerá em outros lugares do país", disse Murthy à ABC.

Após meses de infecções em declínio, o número de casos de covid-19 disparou 135% nas últimas duas semanas, com aumentos em quase todos os estados do país.

Los Angeles também sofreu um aumento significativo. "Nos últimos dias, atingimos quase 1.900 casos e mais de 460 pessoas estão agora em nossas unidades (de terapia intensiva)", disse à ABC Hilda Solís, membro do Conselho de Supervisores do Condado de Los Angeles.

Apesar das tentativas das autoridades de saúde de garantir a segurança e eficácia das vacinas, o ceticismo persiste, em parte pela desinformação que alimenta um aumento de casos em muitas regiões.

97% dos hospitalizados em junho não haviam sido vacinados, disse Rochelle Walensky, diretora dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), que disse que a covid "está se tornando a pandemia dos não vacinados". Apenas 48% dos americanos estão totalmente imunizados.

A combinação da variante Delta e o atraso na vacinação deixou Murthy "profundamente preocupado" com as perspectivas para o outono, à medida que mais pessoas voltam ao trabalho e crianças não vacinadas voltam à escola.

Como o presidente Joe Biden e outros funcionários do governo, Murthy criticou duramente as mídia sociais por seu papel na proliferação de desinformação sobre a covid-19.

"As plataformas precisam reconhecer que desempenharam um papel importante no aumento da velocidade e da escala com que a desinformação se espalha", disse ele à CNN.

"E não vemos progresso suficiente", acrescentou.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade