Publicidade

Estado de Minas KANO

Sete estudantes e dois professores são libertados de cativeiro na Nigéria


09/07/2021 15:48

Sete estudantes e dois professores sequestrados no início de junho por homens armados que atacaram sua universidade no norte da Nigéria foram libertados na sexta-feira (9), disse um porta-voz da instituição à AFP.

"Os reféns foram libertos por seus sequestradores na noite passada nos arredores da vila de Sabon Birni, perto de Kaduna", disse este porta-voz, Mahmud Aliyu Kwarbai. "Eles passaram a noite na casa do chefe da aldeia e chegaram à escola esta manhã."

Acrescentou que os "sete alunos e dois professores" "parecem gozar de boa saúde, mas estão traumatizados, o que é inevitável depois de passar um mês em cativeiro".

Homens armados atacaram a Universidade Politécnica Nuhu Bamalli em Zaria, uma cidade no estado de Kaduna, na noite de 10 de junho.

Nesse ataque, eles atiraram em dois alunos, matando um e ferindo o outro.

De acordo com uma fonte próxima às negociações, "cerca de 10 milhões de nairas (cerca de 20 mil euros) foram entregues aos sequestradores para libertarem os reféns".

Este ataque é o mais recente de uma série de sequestros de crianças em idade escolar nos últimos meses no centro e noroeste da Nigéria, onde, após uma década, gangues armadas aterrorizam a população, saqueando aldeias, roubando gado e realizando sequestros em massa para obter resgate.

Mais de 1.000 estudantes foram sequestrados desde dezembro passado, mas a grande maioria deles foi libertada após a entrega do resgate.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade