Publicidade

Estado de Minas ARGEL

Novo primeiro-ministro é nomeado na Argélia para tentar conter crise


30/06/2021 19:57

O ministro da Economia da Argélia, Aïmene Benabderrahmane, foi nomeado primeiro-ministro do país nesta quarta-feira (30), após as recentes eleições legislativas marcadas por uma abstenção histórica e num contexto de grave crise econômica e social.

"De acordo com as disposições da Constituição, o presidente da República, Abdelmadjid Tebboune, nomeou Aïmene Benabderrahmane como primeiro-ministro", informou um comunicado da presidência.

"Ele será o encarregado de dar continuidade às consultas aos demais partidos políticos e à sociedade civil para formar um governo o mais rápido possível", acrescentou o texto.

Benabderrahmane, 54 anos, chefia o Ministério da Economia desde o reajuste no governo em junho de 2020, após ter sido governador do Banco da Argélia em novembro de 2019.

"Ele está qualificado para o cargo porque o que nos espera está relacionado a questões econômicas e sociais", explicou o presidente argelino, Abdelmadjid Tebboune.

Como ministro da Economia, Benabderrahmane teve que lidar com uma crise de liquidez e a desvalorização do dinar, a moeda local.

Em seu novo cargo, Benabderrahmane terá como prioridade formar um governo para implementar o plano do presidente Tebboune antes das eleições locais marcadas para o outono.

A economia argelina está afundada pela queda dos preços dos hidrocarbonetos e pelos efeitos da pandemia de covid-19. A elevada taxa de desemprego (15%) e a precariedade de grandes setores da sociedade têm desencadeado múltiplos conflitos sociais.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade