Publicidade

Estado de Minas LOS ANGELES

Mulher trans vai competir pela primeira vez pelo título de Miss EUA


30/06/2021 19:02

Kataluna Enriquez, uma jovem coroada Miss Nevada no último fim de semana, se tornará oficialmente a primeira candidata trans a competir pelo título de Miss EUA.

"Esta vitória é uma grande honra, principalmente durante o mês do Orgulho", disse a jovem de 27 anos, que até o ano passado havia participado apenas de concursos de beleza trans. De origem filipina, a Miss Nevada disse durante o concurso que sofreu assédio e violência por causa de sua identidade.

"Eu disse aos juízes que, como uma mulher trans negra e sobrevivente de violência física e sexual, sou tudo o que é subrepresentado neste país. Nossas vozes contam", disse ela ao Las Vegas Review Journal.

Enriquez, que desenha e costura as roupas que usa nas competições, representará o estado de Nevada em 29 de novembro no concurso de Miss Estados Unidos, no qual disputará com candidatas cisgêneros (que se identificam com seu sexo designado no nascimento) de outros estados.

Caso seja vencedora, representará os Estados Unidos no concurso de Miss Universo, embora não seja a primeira candidata trans: em 2018, a Espanha foi representada por Ángela Ponce, também mulher trans.

O concurso de Miss Universo está aberto a pessoas trans desde 2012, mas nenhuma havia chegado a esta fase da competição antes de Ponce.

A organização Miss Universo, que na época pertencia a Donald Trump, estrelou um acalorado debate naquele mesmo ano depois que Jenna Talackova foi desclassificada da final canadense de Miss Universo por não ter "nascido naturalmente mulher".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade