Publicidade

Estado de Minas NOVA YORK

Organização Trump e seu diretor financeiro serão acusados na quinta-feira


30/06/2021 23:25 - atualizado 30/06/2021 23:25

A Organização Trump, o grupo familiar de Donald Trump, e seu diretor financeiro serão acusados na quinta-feira (1º) de crimes fiscais pelo Ministério Público de Nova York, informaram nesta quarta-feira (30) diversos jornais americanos, citando fontes próximas ao caso.

Segundo o Wall Street Journal, o New York Times e o Washington Post, a acusação se refere aos benefícios em espécie concedidos ao diretor financeiro da holding, Allen Weisselberg, um apoiador leal de Trump, e que supostamente não foram declarados à Receita.

Weisselberg deve apresentar-se a um juiz nesta quinta-feira para ser notificado das acusações às quais responderá, de acordo com a imprensa.

O ex-presidente americano e os membros de sua família não devem se preocupar, pelo menos a princípio, com os promotores que levam dois anos investigando a empresa imobiliária, que também administra hotéis de luxo e clubes de golfe.

Acredita-se que as acusações contra Weisselberg têm como objetivo pressioná-lo para que aceite colaborar com os investigadores para fornecer provas à promotoria.

Solicitada há várias semanas, um grande júri deu luz verde ao promotor de Manhattan, Cyrus Vance, para executar a acusação, de acordo com os três jornais.

Caso sejam confirmadas, as acusações representariam um revés para Trump, que insinua que pode ser candidato às eleições presidenciais de 2024.

Trump permanece muito presente no cenário político, continua sendo o homem forte do Partido Republicano e, na semana passada, retomou os grandes comícios que o caracterizaram.

Weisselberg, um contador de 73 anos, passou grande parte de sua carreira trabalhando no império imobiliário da família Trump, no qual ingressou em 1973.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade