Publicidade

Estado de Minas OUAGADOUGOU

Onze policiais morrem em emboscada em Burkina Faso


22/06/2021 17:59 - atualizado 22/06/2021 18:02

Onze policiais morreram na segunda-feira em uma suposta emboscada extremista no norte de Burkina Faso e outros quatro estão desaparecidos, anunciou nesta terça-feira (22) o governo.

"Na segunda-feira, 21 de junho, por volta das 15h00 (hora local), uma equipe substituta da polícia nacional foi alvo de uma emboscada por indivíduos armados" no eixo Barsalogo-Foubé, na região Centro-Norte, afirmou em nota o ministro da Segurança, Ousséni Compaoré.

O balanço provisório é de "11 policiais mortos, 7 encontrados sãos e salvos e quatro desaparecidos", disse Compaoré. Fontes de segurança indicaram anteriormente à AFP "uma dúzia de policiais mortos".

O ataque ocorreu quando os agentes estavam em missão em Yirgú, uma pequena cidade ao norte de Barsalogo, segundo as fontes.

Foi justamente em Yirgú onde, em janeiro de 2019, 48 pessoas morreram em confrontos entre comunidades após um ataque extremista na cidade.

No final de abril, Yirgú foi palco da mais recente emboscada extremista contra membros das forças de segurança no norte de Burkina, a área mais afetada por esses ataques. Quatro soldados morreram.

Nas últimas duas semanas, o exército de Burkina anunciou a "neutralização" de uma série de "terroristas" no leste e nordeste do país após um massacre atribuído a extremistas islâmicos na noite de 4 a 5 de junho na cidade de Solhan, perto a fronteira com o Níger.

De acordo com o governo, pelo menos 132 pessoas morreram, um balanço que as fontes locais estimam em 160.

Foi o ataque mais mortal desde o início da rebelião extremista que já causou mais de 1.400 mortes e um milhão de desabrigados.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade