Publicidade

Estado de Minas TÓQUIO

Ex-ministro da Justiça japonês é condenado a três anos de prisão


18/06/2021 11:00

O efêmero ex-ministro da Justiça japonês, Katsuyuki Kawai, foi condenado nesta sexta-feira (18) a três anos de prisão por comprar votos para que sua esposa fosse eleita no Senado, informou a mídia local.

Kawai, de 58 anos, foi declarado culpado por ter distribuído 29 milhões de yenes (263.000 dólares, 221.000 euros) a cerca de 100 personalidades políticas locais em 2019 para garantir à sua esposa, Anri, um cargo na câmara alta do Parlamento do país asiático.

Além da pena de prisão, Kawai também deverá pagar uma multa de 1,3 milhão de yenes, (12.000 dólares, 10.000 euros), segundo a imprensa japonesa.

Contatado pela AFP, o tribunal de Tóquio não quis fazer comentários sobre o assunto.

Afetado por outro escândalo, Kawai se demitiu no final de outubro de 2019 como ministro da Justiça, função que ocupou por poucas semanas no governo de Shinzo Abe, de quem era próximo.

Kawai foi preso e acusado há um ano junto com sua esposa pelo caso da compra de votos.

Depois de negar os fatos, ele admitiu as acusações durante o processo e acabou renunciando ao seu cargo de deputado.

Apesar de ter reconhecido as acusações que recebeu, Kawai apelará sua condenação, segundo o jornal Yomiuri Shimbun, enquanto seus advogados defendem que ele não cumpra prisão efetiva.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade