Publicidade

Estado de Minas BRUXELAS

Joe Biden chega a Bruxelas para reuniões com a Otan e a UE

Bruxelas mobilizou um forte dispositivo de segurança, com importantes restrições ao trânsito, que permanecerão em vigor enquanto ele estiver na cidade


13/06/2021 16:40 - atualizado 13/06/2021 17:29

(foto: YVES HERMAN / POOL / AFP)
(foto: YVES HERMAN / POOL / AFP)
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, desembarcou neste domingo (13) em Bruxelas, para uma visita de dois dias na qual participará de uma cúpula da Otan, na segunda-feira, e de um encontro com os principais líderes europeus na terça-feira.



Biden chegou a Bruxelas vindo do Reino Unido, onde participou de uma cúpula do G7, e foi recebido pelo primeiro-ministro da Bélgica, Alexander de Croo.

Leia também: Biden parabeniza novo primeiro-ministro israelense Nafatli Bennett 

Diante do emblemático avião Força Aérea Um, o presidente dos Estados Unidos recebeu saudações de oficiais e equipes diplomáticas e, em seguida, embarcou na bela limusine blindada conhecida como "A Besta" para ir à embaixada dos Estados Unidos.

Para a chegada de Biden, Bruxelas mobilizou um forte dispositivo de segurança, com importantes restrições ao trânsito, que permanecerão em vigor enquanto o presidente dos Estados Unidos estiver na cidade.

Após a cúpula com os líderes da UE e um encontro com o rei dos belgas, Biden seguirá para Genebra, na Suíça, para um encontro com seu homólogo russo, Vladimir Putin, na quarta-feira.

- Reencontro -

A cúpula da Otan, que acontecerá na segunda-feira, marcará o reencontro dos Estados Unidos com os demais integrantes da aliança militar, que passou por momentos de evidente tensão durante a gestão de Donald Trump na Casa Branca.

Reunido na sede da aliança, em Bruxelas, o encontro deve durar cerca de três horas, e deve terminar com a aprovação de uma declaração negociada entre as capitais.

A intenção da OTAN é enviar uma mensagem de união e firmeza à comunidade internacional, embora os líderes tenham de rever o seu papel estratégico e a forma de enfrentar novas ameaças.

É crucial para Biden promover um discurso de unidade e força na OTAN antes de seu encontro com Putin na quarta-feira.

No entanto, as discussões não escondem as diferenças que persistem dentro da aliança militar, que deve adotar um código de conduta para acabar com as tensões causadas pela decisão unilateral dos EUA de se retirar do Afeganistão e pelas intervenções militares da Turquia na Síria, Líbia e Cáucaso.

- Agenda sensível -

Em Bruxelas e paralelamente à cúpula, Biden terá um encontro pessoal com o presidente turco Recep Tayyip Erdogan após a sessão de trabalho.

Na manhã de terça-feira, Biden será recebido pelo rei dos belgas antes de participar de uma cúpula UE-EUA com o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

Esta cúpula UE-EUA deve durar duas horas. Biden se recusou a participar de uma entrevista coletiva com os dois líderes europeus e deixará Bruxelas com destino a Genebra às 15h, horário local.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade