Publicidade

Estado de Minas JERUSALÉM

Catorze palestinos detidos em Jerusalém por 'alteração da ordem pública'


10/06/2021 15:25

Catorze palestinos foram detidos nesta quinta-feira (10) à noite em Jerusalém por "alteração da ordem pública", anunciou a polícia israelense em um comunicado.

Segundo observaram fotógrafos da AFP, dezenas de palestinos se concentraram nesta quinta-feira em frente à Porta de Damasco, a entrada da Cidade Velha de Jerusalém, para proclamar slogans e lançar insultos contra o deputado de extrema direita Itamar Ben Gvir, que estava presente.

Em um comunicado, a polícia israelense afirmou que "centenas de manifestantes se reuniram na Porta de Damasco" e que "alguns provocaram alterações da ordem pública".

Pouco depois, a situação se acalmou, disse o corpo de segurança.

Ben Gvir havia se deslocado até a Porta de Damasco para denunciar que na segunda-feira a polícia decidiu proibir uma controversa marcha de judeus nacionalistas, prevista inicialmente para esta quinta-feira e convocada por várias figuras da extrema direita nacionalista israelense.

Nessa mesma segunda-feira, o movimiento islamita palestino Hamas, que governa na Faixa de Gaza, ameaçou uma nova escalada se a marcha fosse mantida.

A polícia proibiu Ben Gvir de visitar a Cidade Velha, para evitar distúrbios, o que o deputado denunciou.

A "marcha das bandeiras" foi adiada para 15 de junho.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade