Publicidade

Estado de Minas WASHINGTON

Filial americana da JBS é vítima de ciberataque


01/06/2021 14:58 - atualizado 01/06/2021 15:02

A lista de vítimas de ciberataques em larga escala está crescendo: a filial americana da gigante brasileira JBS, uma das líderes mundiais em carnes, anunciou que foi alvo de um "ataque cibernético organizado" que está abalando suas operações nos Estados Unidos, no Canadá e na Austrália.

"A JBS USA determinou ter sido o alvo de um ataque organizado à segurança cibernética, que afetou alguns dos servidores que suportam seus sistemas de TI na América do Norte e Austrália", revelou a empresa em um comunicado na segunda-feira, acrescentando que a intrusão foi detectada no domingo.

Esse novo ataque ocorre menos de um mês após o que atingiu a operadora americana de oleodutos Colonial Pipeline e aumenta a lista de multinacionais atingidas por ataques de hackers.

A gigante brasileira informou que suspendeu todos os sistemas afetados, notificado as autoridades e recorrido a seus profissionais de informática e especialistas externos para lidar com o ataque.

"A empresa não tem conhecimento no momento de que dados de clientes, fornecedores ou funcionários foram comprometidos ou usados de forma indevida em decorrência dessa situação", afirmou a JBS USA.

"A resolução do incidente levará tempo, o que pode atrasar certas transações com clientes e fornecedores", acrescentou.

Os servidores de backups, porém, não foram afetados, garantiu a JBS USA.

Nos Estados Unidos, algumas linhas de produção foram paralisadas em pelo menos duas fábricas do grupo em Iowa, e um frigorífico foi fechado em Wisconsin, de acordo com mensagens em suas páginas oficiais no Facebook.

Uma fábrica em Utah também foi paralisada, de acordo com um funcionário que respondeu a uma ligação da AFP e preferiu não revelar seu nome.

No Canadá, um frigorífico que emprega cerca de 3.300 pessoas cancelou três turnos na segunda e nesta terça-feira, de acordo com a página da fábrica no Facebook.

Mas a produção deve ser retomada "conforme planejado" ainda nesta terça por uma das duas equipes, apontou.

Já as atividades da filial australiana foram paralisadas e seus 10.000 funcionários mandados para casa sem remuneração, declarou à AFP o sindicalista Matt Journeaux. A administração da filial ainda não sabe quando as atividades poderão ser retomadas, acrescentou.

"Retiraram os trabalhadores de todas as operações da JBS", disse.

A JBS, especializada em produtos bovinos, de frango e suínos, é uma das maiores empresas de alimentos do mundo. Além do Brasil e de outros países da América Latina, está presente nos Estados Unidos, Canadá, Austrália, Nova Zelândia e Reino Unido.

- Resgate -

O ministro da Agricultura australiano, David Littleproud, afirmou em um comunicado que foi informado do ataque, mas não quis comentar "até que mais detalhes estejam disponíveis".

Na Austrália, a JBS desempenha um papel fundamental no setor agrícola, com compras que chegam a US$ 2,4 bilhões por ano.

As ofensivas de hacker contra grandes grupos econômicos aumentaram nos últimos meses, inclusive contra a Colonial Pipeline, a maior rede de dutos de produtos refinados dos Estados Unidos, responsável pelo fornecimento de 45% dos combustíveis da costa leste americana.

Forçado a paralisar suas operações, causando pânico entre muitos motoristas, o grupo admitiu que teve que pagar um resgate de US$ 4,4 milhões.

As autoridades americanas atribuíram o ataque ao DarkSide, um grupo de cibercriminosos que se acredita estar baseado na Rússia, uma acusação que Moscou refutou.

Washington imediatamente tomou medidas para melhorar a segurança cibernética nos Estados Unidos.

O ataque à SolarWinds, empresa de software com sede no Texas, já havia abalado o governo dos Estados Unidos e a segurança de grandes empresas em dezembro.

Mais recentemente, o ciberataque ao programa de mensagens da Microsoft, desta vez atribuído a um grupo de hackers chineses apoiado por Pequim, afetou pelo menos 30.000 organizações americanas, incluindo empresas, cidades e comunidades locais.

JBS SA

INMOBILIARIA COLONIAL

MICROSOFT


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade