Publicidade

Estado de Minas PARIS

La Samaritaine, símbolo e joia arquitetônica de Paris, reabrirá em junho


29/05/2021 21:02

A Samaritaine, joia da art nouveau e art déco, que abrigava grandes armazéns emblemáticos de Paris, reabrirá em 19 de junho após permanecer fechada por 16 anos para restauração por motivos de segurança, informou seu proprietário, o grupo francês de luxo LVMH.

A famosa loja da rua de Rivoli fechou em 2005 devido à deterioração e tinha previsto reabrir as portas ao público em 2020 por ocasião de seu 150º aniversário. Mas vários litígios e a pandemia o impediram.

O LVMH, acionista majoritário da La Samaritaine desde 2001, teve que esperar até 2015 para validar a permissão de construção e restauração. Entre 2012 e 2015, as obras foram suspensas por causa de recursos apresentados por associações de preservação do patrimônio, que denunciavam a criação de uma fachada de vidro contemporânea.

A nova Samaritaine terá um hotel de luxo Cheval Blanc (marca do LVMH) com 72 quartos e suítes com vista para o Sena, cuja data de abertura é desconhecida.

O edifício também abriga 15.000 m² de escritórios, uma creche de bairro com 80 vagas e 97 moradias sociais.

Joias da art nouveau e da art déco, os quatro edifícios - inclusive um catalogado como monumento histórico - foram reestruturados respeitando os elementos de época, como os mosaicos, portas francesas, tetos de vidro e varandas de ferro forjado. As obras custaram 750 milhões de euros (915 milhões de dólares)

As lojas vão ocupar 20.000 m² (contra os 30.000 m² de 2005), com uma seleção de cerca de 600 marcas de luxo.

LVMH - MOET HENNESSY LOUIS VUITTON

DISCOVER FINANCIAL SERVICES


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade