Publicidade

Estado de Minas WASHINGTON

EUA restringem vistos por conflito na Etiópia


23/05/2021 21:46

Os Estados Unidos anunciaram neste domingo restrições à emissão de vistos para funcionários da Eritreia e Etiópia acusados de não terem "tomado medidas significativas para encerrar as hostilidades" na região etíope do Tigré.

"As pessoas no Tigré continuam sendo vítitmas de violações dos direitos humanos, abusos e atrocidades, e os militares etíopes e eritreus e outros protagonistas armados bloqueiam a ajuda humanitária da qual se necessita com urgência", assinalou o secretário de Estado americano, Antony Blinken. "Apesar do importante compromisso diplomático, as partes em conflito no Tigré não tomaram medidas significativas para encerrar as hostilidades ou buscar uma solução pacífica para a crise política."

Blinken também anunciou restrições "de amplo alcance" à assistência econômica e de segurança dos Estados Unidos à Etiópia, e acrescentou que seu país dará prosseguimento à ajuda humanitária em áreas como saúde, alimentação e educação. Ele assinalou que as restrições são dirigidas a "funcionários ou ex-funcionários dos governos da Etiópia e Eritreia, membros das forças de segurança e outras pessoas, incluindo as forças regionais e irregulares de Amhara e membros da Frente de Libertação do Povo do Tigré (TPLF)".

O conflito no Tigré eclodiu no início de novembro, quando o primeiro-ministro da Etiópia, Abiy Ahmed, enviou tropas para deter e desarmar os líderes do partido governante regional, a TPLF. Abiy disse que tomou essa medida em resposta a ataques da TPLF a instalações do Exército federal. Tropas da Eritreia juntaram-se ao Exército etíope e foram implicadas em vários massacres e outras atrocidades durante o conflito no Tigré, o que Asmara nega.

"Os Estados Unidos condenam nos termos mais enérgicos os assassinatos, transferências forçadas, a violência sexual sistêmica e outras violações e abusos dos direitos humanos. Estamos igualmente consternados com a destruição de instalações civis, incluindo fontes de água, hospitais e outras instalações médicas, que acontece no Tigré", declarou Blinken.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade