Publicidade

Estado de Minas WASHINGTON

Harris e López Obrador prometem cooperar para resolver crise na fronteira EUA-México


07/05/2021 16:26

A vice-presidente dos Estados Unidos, Kamala Harris, e o presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, prometeram nesta sexta-feira (7) cooperar para resolver os problemas que causam a migração dos centro-americanos para os EUA, questão muito delicada para o governo de Joe Biden.

Harris se reuniu pela segunda vez em formato virtual com López Obrador, às vésperas de sua primeira viagem internacional, nos dias 7 e 8 de junho, para o México e a Guatemala.

No início da reunião, Harris reconheceu que ambos os países compartilham uma "história complexa" e indicou acreditar que eles têm trabalhado para "construir uma aliança produtiva".

"Hoje esta aliança não poderia ser mais importante. Nossas nações enfrentam sérios desafios, a covid-19 é um dos mais evidentes", ressaltou a vice-presidente, citando também o aumento de migrantes que chegam na fronteira compartilhada.

López Obrador também lembrou quando "não eram inteiramente boas" as relações entre ambos os países no início do século 20, atribuindo ao ditador Porfirio Díaz uma frase que dizia: "Pobre México, tão longe de Deus e tão perto dos Estados Unidos".

Então Harris começou a rir e López Obrador afirmou que agora "as relações estão muito melhores", acrescentando que agora se poderia dizer: "Bendito México, tão perto de Deus e não tão longe dos Estados Unidos", provocando novamente o riso.

Mais cedo, durante sua entrevista coletiva diária, o presidente mexicano que "a relação entre os dois países não mudou" depois que o republicano Donald Trump entregou o comando a Biden.

"Temos um relacionamento muito bom com o presidente Trump e o mesmo agora com o presidente Biden", disse.

- "Podem contar conosco" -

O governo Biden enfrenta uma alta nas prisões de imigrantes sem documentos na fronteira dos Estados Unidos com o México, que em março atingiu seu máximo de 15 anos, assunto sob supervisão de Harris, a pedido do presidente dos Estados Unidos.

Um alto funcionário americano alertou esta semana que "os fluxos (migratórios) continuam altos", na véspera da divulgação de dados de abril.

"É de interesse mútuo de nossos países entregar um alívio imediato aos países do Triângulo Norte e enfrentar os motivos principais que ocasionam a migração", disse a vice-presidente.

Harris indicou que o trabalho sobre a questão da migração deve ser feito bilateral e multilateralmente para ter um enfoque que aponte para as instituições multilaterais.

Por sua vez, López Obrador destacou a necessidade de compreensão mútua e de que evitem disputas.

"Estamos de acordo com as políticas que estão assumindo sobre a migração e vamos ajudar, é tudo o que posso dizer por enquanto. Podem contar conosco", acrescentou o presidente mexicano.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade