Publicidade

Estado de Minas LOS ANGELES

Justiça dos EUA registra acusações contra capitão de navio ferido com migrantes


06/05/2021 00:22

Um tribunal federal da Califórnia apresentou nesta quarta-feira (5) acusações contra um cidadão americano depois que o navio contrabandista que ele pilotava encalhou no domingo, um acidente no qual três pessoas morreram e 29 ficaram feridas.

O navio transportava migrantes que tentavam entrar ilegalmente nos Estados Unidos vindos do México.

Antonio Hurtado, um cidadão americano, estava no comando do barco de 12 pés quando este encalhou e quebrou, forçando as pessoas a abandonar o barco e pular na água, de acordo com documentos judiciais de San Diego.

Hurtado enfrenta graves acusações por tentativa de trazer estrangeiros para solo americano ilegalmente e por agredir um agente federal durante sua prisão.

Três mexicanos, dois homens de 29 e 35 anos e uma mulher de 41, morreram no naufrágio do navio.

Hurtado e outros 29 ocupantes do barco foram levados às pressas para um hospital, onde dois ainda permaneceram nesta quarta-feira.

De acordo com documentos judiciais, os migrantes disseram que pagaram entre US$ 15.000 e US$ 18.000 para tentar entrar ilegalmente no país e identificaram Hurtado como o capitão do navio.

"Os contrabandistas não se importam com as pessoas que estão explorando", afirmou no domingo Jeffery Stephenson, do Escritório de Assuntos Públicos de Proteção de Fronteiras e Alfândega.

"Eles só se preocupam com o lucro. Eles não tinham equipamentos de segurança adequados e obviamente este barco estava muito lotado", acrescentou.

Os Estados Unidos viram um aumento nas travessias não documentadas em sua fronteira com o México, com 172.000 prisões em março, o nível mais alto em 15 anos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade