Publicidade

Estado de Minas INTERNACIONAL

Tedros chama de 'momento monumental' decisão de Biden sobre quebra de patentes


05/05/2021 22:21

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, afirmou nesta quarta-feira, 5, que a decisão de apoiar a quebra das patentes pelo governo dos Estados Unidos é um "momento monumental" no combate à covid-19. Em sua visão, a postura do presidente dos EUA, Joe Biden, e da representante do Comércio do país, Katherine Tai, são exemplos da liderança americana em questões globais de saúde, escreveu em seu Twitter.

Tedros compartilhou um comunicado de Tai, que anunciou a decisão em nome do governo americano. "Esta é uma crise de saúde global e as circunstâncias extraordinárias da pandemia de covid-19 exigem medidas extraordinárias", afirma o documento. "O governo acredita fortemente nas proteções à propriedade intelectual", mas, a serviço do fim da pandemia, "apoia a dispensa dessas proteções para as vacinas contra a covid-19", apontou.

"Participaremos ativamente das negociações baseadas em texto na Organização Mundial do Comércio (OMC) necessárias para que isso aconteça. Essas negociações levarão tempo, dada a natureza consensual da instituição e a complexidade das questões envolvidas", projeta o comunicado.

"Como nosso suprimento de vacina para o povo americano está garantido", o governo dos EUA "continuará a intensificar seus esforços para expandir a fabricação e distribuição de vacinas", conclui.

Mais cedo, Biden afirmou que pretendia apoiar uma renúncia OMC à propriedade intelectual de vacinas. Sem se estender sobre o assunto, o democrata disse que voltaria a ele ainda hoje, o que ocorreu por meio do comunicado assinado pela representante de Comércio.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade