Publicidade

Estado de Minas BERLIM

Para a Alemanha, sanções russas 'contribuem para aumentar tensão" das relações (oficial)


30/04/2021 19:04

O Ministério das Relações Exteriores alemão denunciou nesta sexta-feira(30) as sanções russas contra funcionários da União Europeia, incluindo um magistrado alemão, declarando que "contribuem inutilmente para prejudicar ainda mais as relações com a Rússia".

"O governo [alemão] rejeita nos termos mais claros as proibições de entrada na Rússia pronunciadas contra oito funcionários da União Europeia e diferentes Estados-membros da UE, incluindo o procurador-geral de Berlim", disse um porta-voz do ministério em um comunicado.

"Ao contrário das medidas impostas pela UE em março contra as autoridades russas por graves violações dos direitos humanos, as medidas tomadas pela Federação Russa são infundadas", acrescentou.

Mais cedo, a União Europeia condenou a decisão "inaceitável" das autoridades russas de punir oito funcionários europeus e anunciou que tomaria "medidas apropriadas" para responder a essas sanções.

Os responsáveis pelas sanções russas incluem o presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli, a comissária Vera Jourova e o procurador de Berlim, Jörg Raupach.

A UE aprovou vários pacotes de sanções individuais contra funcionários russos implicados nos procedimentos contra o opositor Alexei Navalny ou contra pessoas responsáveis por violações dos direitos humanos durante a repressão de manifestações.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade