Publicidade

Estado de Minas N'DJAMENA

Exército do Chade diz ter matado centenas de rebeldes em dois dias


30/04/2021 18:17

Centenas de rebeldes foram mortos em dois dias de combates no oeste do Chade, afirmou o exército nesta sexta-feira (30), assegurando ter posto fim ao ataque e anunciando a morte de seus soldados.

Em um comunicado, o porta-voz do Exército, general Azem Bermandoa Agouna, informou que as forças armadas do Chade concluíram uma operação contra um "grupo de rebeldes que tinha realizado uma incursão para Nokou, em [a região de] Kanem Norte, em 29 de abril".

"No grupo inimigo, centenas de rebeldes [foram] neutralizados, 66 foram feitos prisioneiros", afirmou o porta-voz, em alusão aos combatentes mortos, e lamentou a morte de seis soldados chadianos.

Nokou fica 200 km ao norte da capital, N'Djamena.

Desde meados de abril, o exército e o grupo rebelde Frente para a Alternância e a Concórdia no Chade (FACT), liderado por Mahamat Mahadi Ali, estão se enfrentando na região de Kanem, perto da fronteira com o Níger.

A ofensiva começou em 11 de abril, coincidindo com as eleições presidenciais que Idriss Déby Itno, que estava há 30 anos no poder de forma ininterrupta, venceu com 80% dos votos. Mas, segundo o exército, o presidente foi morto há 12 dias no front, precisamente chefiando os combates contra o FACT em Kanem.

No dia seguinte, seu filho, o jovem general Mahamat Déby Itno, tomou o poder e se pôs à frente de uma junta de 15 generais, prometendo acabar com o FACT.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade