Publicidade

Estado de Minas BERLIM

Alemanha pode perder sua última geleira em dez anos


29/04/2021 15:01

As geleiras nos Alpes da Baviera estão derretendo mais rápido do que o esperado e sua última parte pode desaparecer completamente em uma década, alerta um relatório divulgado nesta quinta-feira pelo governo regional.

"A mudança climática está dizimando severamente as geleiras da Baviera", anunciou o ministro do Meio Ambiente local, Thorsten Glauber, neste relatório.

"A última geleira pode desaparecer em dez anos", acrescentou, quando até então os cientistas estimavam que sobreviveriam pelo menos até 2050.

Mas seu derretimento está se acelerando: as cinco geleiras da Baviera, localizadas ao redor dos picos do Zugspitze, o ponto mais alto dos Alpes alemães, e do maciço de Berchtesgaden, perderam cerca de dois terços de seu volume na última década, e um terço de sua superfície, ou seja, o equivalente a cerca de 36 campos de futebol.

"Não são apenas monumentos da história da Terra, formados por gelo e neve (...), mas também termômetros sobre a nossa situação climática", alarma Glauber.

Esse fenômeno é global: um estudo publicado na quarta-feira pela revista Nature revela que o rápido degelo das geleiras nos últimos vinte anos contribuiu com mais de 20% da elevação do nível do mar.

Assim como o restante da Europa, a Alemanha enfrentou fortes variações de temperatura por vários anos. Em abril deste ano, por exemplo, a coluna de mercúrio chegou a quase 26°C no primeiro dia, mas depois caiu bruscamente mais de 15°C, finalmente sendo classificado pelos meteorologistas como o mais frio em quatro décadas.

Em 2015, no Acordo de Paris (COP21), quase 200 países se comprometeram em reduzir suas emissões de gases de efeito estufa.

Mas recentemente, a ONU denunciou promessas que ainda não cumpriram o que a situação emergencial climática exige, principalmente entre os grandes emissores.

Nesta quinta-feira, o Tribunal Constitucional alemão infligiu quase uma denúncia à chanceler Angela Merkel, considerando os atuais objetivos de seu governo "insuficientes" para a questão, pedindo-lhe que revisse seu roteiro.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade