Publicidade

Estado de Minas MOSCOU

Rússia diz ter matado 'cerca de 200 combatentes' em bombardeio na Síria (exército)


19/04/2021 18:18 - atualizado 19/04/2021 18:19

O exército russo anunciou nesta segunda-feira (19) ter matado "cerca de 200 combatentes" na Síria durante um bombardeio aéreo contra uma base que abrigava "terroristas" a nordeste da cidade de Palmira.

"Após ter a confirmação, através de várias fontes, da localização de alvos terroristas, as forças aéreas russas efetuaram vários ataques após os quais foram destruídos dois refúgios e morreram cerca de 200 combatentes", informou o ministério russo da Defesa em um comunicado publicado no Facebook.

O ministério acrescentou que estes bombardeios permitiram destruir "24 caminhonetes equipadas com metralhadoras pesadas e 500 quilos de munições e componentes para a fabricação de explosivos improvisados".

O comunicado não informa de que grupo terrorista se trata, nem a data do bombardeio.

Acrescenta que "formações armadas ilegais" previram ataques contra prédios públicos sírios "para desestabilizar a situação no país com vistas à eleição presidencial", prevista para 26 de maio.

Estas eleições serão as segundas desde o início, em 2011, de um conflito devastador que deixou mais de 388.000 mortos e provocou o êxodo de milhões de sírios.

Neste conflito, o presidente sírio, Bashar Al Assad, se beneficiou desde 2015 do apoio militar maciço e crucial da Rússia, que lhe permitiu recuperar a maior parte dos territórios perdidos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade