Publicidade

Estado de Minas MINSK

Belarus abortou tentativa de golpe, diz presidente Lukashenko


18/04/2021 10:48

O presidente bielo-russo, Alexander Lukashenko, afirmou ter frustrado uma tentativa de "golpe de Estado" e de "assassinato" contra ele e sua família, arquitetada pelos Estados Unidos, e anunciou a prisão de duas pessoas com a ajuda de Moscou.

Na sexta-feira à noite (16), os serviços de segurança de Belarus, a KGB, anunciaram terem desmantelado um "grupo organizado de orientação terrorista" que planejava "a eliminação física do presidente e de sua família", assim como a "organização de uma rebelião armada para tomar o poder por meios violentos".

Segundo Lukashenko, dois cidadãos bielo-russos foram detidos em Moscou pelas forças de segurança russas (FSB): o cientista político Alexander Feduta e o advogado Yuri Zenkovich, que também tem nacionalidade americana.

"Prendemos o grupo. Eles nos mostraram como haviam planejado tudo, eu fiquei em silêncio. Depois, descobrimos o trabalho de serviços de Inteligência claramente estrangeiros, muito provavelmente a CIA, o FBI", disse Lukashenko em um vídeo divulgado pela Presidência, no qual se refere à Agência Central de Inteligência dos EUA e a sua Polícia Federal, respectivamente.

Nem a Rússia nem os Estados Unidos comentaram essas afirmações.

Presidente desde 1994 desta ex-república soviética, teve de lidar durante meses com um movimento de protesto, de alcance inédito, contra sua reeleição em agosto passado. O resultado foi considerado fraudulento por seus críticos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade