Publicidade

Estado de Minas BUENOS AIRES

Três onças foram soltas na reserva de Iberá na Argentina


17/04/2021 18:05

Uma fêmea e dois filhotes de onça-pintada foram soltos no Parque Nacional Iberá, na província argentina de Corrientes (nordeste), como parte de um programa que tenta reintroduzir a espécie ameaçada de extinção em seu habitat natural, informou neste sábado(17) a ONG Rewilding Argentina.

Com este caso, já são seis onças-pintadas libertadas no Parque Iberá este ano, uma área protegida de quase 200.000 hectares de estuários, rios e lagoas rodeada de pastagens e montanhas com grandes árvores e uma fauna variada da qual este felino esteve extinto por 70 anos.

"Está comprovado que o retorno de espécies-chave no funcionamento dos ecossistemas, como a onça-pintada, contribui para reverter a crise de extinção de espécies, nos ajuda a sequestrar dióxido de carbono para conter o aquecimento global e evita o surgimento de novas pandemias", afirmou Sebastián Di Martino, diretor de conservação da Rewilding Argentina.

Esta foi a vez da fêmea batizada de Juruna e de seus dois filhotes nascidos em dezembro.

Juruna é uma fêmea selvagem do norte de Brasília onde foi resgatada junto com sua irmã, chamada Mariua, que também vive livre com seus dois filhotes no Parque Iberá desde janeiro.

Ambas foram resgatadas pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente quando, poucos meses depois do seu nascimento, caçadores mataram sua mãe.

O projeto de reintrodução da onça-pintada em Corrientes leva uma década de trabalho.

"É a primeira vez na história que se tenta devolver este felino a um ambiente onde o homem o exterminou", disse a ONG.

O animal é considerado criticamente ameaçado de extinção por causas humanas. A Argentina perdeu 95% da distribuição original desses animais e estima-se que entre 200 e 300 indivíduos sobrevivam espalhados por Salta, Chaco e Formosa.

O desmatamento, o avanço da fronteira agrícola e os incêndios florestais junto com a caça furtiva a fizeram desaparecer de Corrientes.

"O projeto posiciona a Argentina na vanguarda mundial na restauração de ambientes naturais e espécies ameaçadas de extinção, ao mesmo tempo em que traz emprego, desenvolvimento e bem-estar às comunidades da região", disse o governador da província, Gustavo Valdés.

A onça-pintada se junta a outras espécies-chave reintroduzidas em Iberá, como o veado-campeiro, o tamanduá-bandeira, o caititu e a arara-vermelha.

"As comunidades vizinhas ao Grande Parque Iberá, que somam cerca de 200 mil habitantes, prosperam há anos com as atividades ligadas ao turismo de observação da fauna", disse.

O Iberá é uma das maiores atrações naturais emergentes na Argentina e, mesmo antes do início da pandemia do coronavírus, recebia cerca de 45.000 visitantes por ano.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade