Publicidade

Estado de Minas BRUXELAS

Chefe da diplomacia americana afirma que está na hora de retirar tropas do Afeganistão


14/04/2021 08:08 - atualizado 14/04/2021 08:14

O secretário de Estado americano, Antony Blinken, afirmou nesta quarta-feira em Bruxelas que chegou o momento de retirar as tropas da Otan do Afeganistão e que Washington trabalhará em uma saída "coordenada" com seus aliados.

"Juntos, alcançamos os objetivos que planejamos alcançar e agora é hora de trazer nossas forças para casa", disse Blinken.

"Vamos trabalhar em conjunto nas próximas semanas e meses em uma retirada segura, decidida e coordenada", completou.

O chefe da diplomacia americana fez as declarações ao chegar à sede da Otan para um encontro com o secretário-geral da aliança militar do Atlântico Norte, Jens Stoltenberg.

Blinken observou que embora a Otan pretenda aprofundar as discussões sobre a retirada das tropas, "nosso compromisso com o Afeganistão e seu futuro permanecerá".

Stoltenberg saudou a "oportunidade de coordenar e fazer consultas com todos os aliados, para um acordo sobre nossa presença futura no Afeganistão".

Nesta quarta-feira, Blinken e os ministros das Relações Exteriores do Reino Unido, França e Alemanha devem conversar sobre a presença das tropas da Otan no Afeganistão.

Na terça-feira, o governo dos Estados Unidos anunciou a decisão de retirar todas as tropass do Afeganistão até 11 de setembro.

O presidente Joe Biden pretende fazer o anúncio oficial da decisão nesta quarta-feira.

A Otan se uniria aos Estado Unidos e retiraria as tropas em setembro, afirmou a ministra alemã da Defesa, Annegret Kramp-Karrenbauer.

O mesmo seria feito pelo Reino Unido, informou o jornal britânico The Times.

O governo do ex-presidente Donald Trump alcançou um acordo com os talibãs que previa a retirada completa das tropas até 1 de maio.

O ministério das Relações Exteriores anunciou na terça-feira que o país, Catar e ONU organizarão uma conferência de alto nível em Istambul de 24 de abril a 4 de maio, para discutir um caminho para a paz no Afeganistão.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade