Publicidade

Estado de Minas ASTRAZENECA

AstraZeneca: Grécia ordena autópsia de mulher que morreu após ser vacinada

Autópsia é para saber se existe relação entre a morte e a vacinação da mulher


31/03/2021 09:18 - atualizado 31/03/2021 09:47

(foto: AFP / LENNART PREISS)
(foto: AFP / LENNART PREISS)
O ministério da Saúde grego ordenou a autópsia de uma mulher de 63 anos que morreu após receber uma dose da vacina AstraZeneca contra a COVID-19. O produto é alvo de suspeitas após casos graves de formação de coágulos sanguíneos, informaram fontes ministeriais nesta quarta-feira (31/03).

A autópsia tem o objetivo de estabelecer se existe uma relação entre a morte e a vacinação, segundo a mesma fonte.

Vacinada na terça-feira à tarde em Ilion, subúrbio de Atenas, a mulher foi encontrada inconsciente vinte minutos depois no banco de um parque próximo, de acordo com a imprensa local.

Ela foi levada para uma clínica, que comprovou sua morte.

Segundo alguns veículos de comunicação, a mulher tinha diabetes e outras doenças crônicas.

vacina da AstraZeneca foi restringida em alguns países. A Grécia nunca suspendeu seu uso, mas autoriza sua administração apenas aos menores de 65 anos.

Quase todos os casos de trombose acontecem em mulheres jovens ou de meia idade.

Suécia, Finlândia, Islândia, França e Canadá suspenderam a vacinação com este imunizante nas faixas etárias mais jovens.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade