Publicidade

Estado de Minas WASHINGTON

Chefe da diplomacia dos EUA lamenta que direitos humanos sigam na 'direção errada'


30/03/2021 16:59

O chefe da diplomacia dos Estados Unidos, Antony Blinken, alertou nesta terça-feira (30) que os direitos humanos estão regredindo no mundo e destacou sua indignação com as situações na China, Mianmar, Síria e outros países.

"A tendência na questão dos direitos humanos continua avançando na direção errada. Vemos evidências disso em todas as regiões do mundo", afirmou Blinken a jornalistas durante a apresentação do relatório anual do Departamento de Estado.

O representante garantiu que o governo de Joe Biden se oporá a "violações dos direitos humanos onde quer que ocorram e independentemente de quem sejam os responsáveis".

Blinken insistiu especialmente em apontar o "genocídio cometido contra os uigures, majoritariamente muçulmanos" na região de Xinjiang na China e a repressão pelas forças armadas birmanesas contra os manifestantes que se opõem ao golpe de fevereiro.

O secretário de Estado também criticou o governo de Donald Trump, que focou sua política em alguns direitos específicos, como a liberdade religiosa, às vezes em detrimento dos direitos das minorias ou o acesso ao aborto.

"Não há uma hierarquia que torne alguns direitos mais importantes do que outros", disse ele, observando que seu departamento virou a página para "opiniões tendenciosas".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade