Publicidade

Estado de Minas BUENOS AIRES

Deputados aprovam redução de imposto sobre o salário na Argentina para estimular o consumo


28/03/2021 13:25

A Câmara dos Deputados da Argentina aprovou neste domingo por ampla margem um projeto que pretende estimular o consumo ao isentar mais de um milhão de trabalhadores do imposto sobre o salário.

A reforma do imposto, que ainda precisa ser aprovada pelo Senado, recebeu 241 votos a favor, nenhum contra e apenas três abstenções de parlamentares da oposição. após uma longa sessão convocada, de modo incomum, para sábado.

"Isto é um passo fundamental para que 1.267.000 de trabalhadores e aposentados deixem de pagar o imposto", afirmou o presidente da Câmara, Sergio Massa, um aliado do presidente Alberto Fernández.

Se a reforma for aprovada pelo Senado, os trabalhadores que recebem até 150.000 pesos (1.530 dólares no câmbio atual) deixarão de pagar o imposto e receberão de volta o que pagaram desde 1º de janeiro.

Atualmente o mínimo não tributável era de salários de até 75.000 pesos (765 dólares) para os solteiros e 99.000 pesos (1.010 dólares) para um trabalhador casado e com dois filhos.

"É uma medida de alívio fiscal voltada para a classe média. São 44,9 bilhões de pesos (458 milhões de dólares) que voltarão para a economia. Tudo para o consumo, o comércio", afirmou Massa, grande incentivador da iniciativa em um ano eleitoral.

Em outubro o país terá eleições legislativas de meio de mandato.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade