Publicidade

Estado de Minas WASHINGTON

Biden considera 'difícil' cumprir retirada de tropas do Afeganistão em 1º de maio


25/03/2021 15:41 - atualizado 25/03/2021 15:43

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse nesta quinta-feira (25) que não tem a intenção de ficar "muito tempo" no Afeganistão, mas admitiu que será "difícil" cumprir com o prazo de retirar as tropas até 1º de maio.

"Vai ser difícil cumprir com o prazo de 1º de maio por razões táticas. É difícil retirar essas tropas", disse Biden em sua primeira coletiva de imprensa, na qual explicou que uma retirada deve ser feita de forma "segura e ordenada".

"Nós vamos embora, a questão é 'quando'", acrescentou.

Biden afirmou que os Estados Unidos não têm a intenção de ficar "muito tempo".

"Estamos em conversações com nossos aliados e nossos parceiros sobre como proceder", acrescentou o presidente, destacando que não planeja que suas tropas continuem no Afeganistão em 2022.

Os Estados Unidos alcançaram em fevereiro de 2020 - durante o governo de Donald Trump - um acordo histórico com os talibãs, que prevê a retirada de todos os soldados americanos até 1º de maio, em troca de garantias sobre segurança e a abertura de negociações inéditas entre os insurgentes e Cabul.

Ainda há 2.500 soldados americanos no Afeganistão após uma longa intervenção iniciada após os atentados de 11 de setembro de 2001.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade