Publicidade

Estado de Minas BRUXELAS

Cúpula da UE analisa problemas no acesso a vacinas contra covid-19


25/03/2021 07:53

Os líderes dos 27 países-membros da UE se reúnem nesta quinta-feira (25) em uma cúpula virtual para abordar as dificuldades do bloco no abastecimento de vacinas contra a covid-19, além de questões internacionais e as relações com a Turquia.

No decorrer do dia, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, participará das discussões, em um claro sinal da recomposição das relações transatlânticas.

A prioridade absoluta das discussões será, no entanto, resolver a lentidão das campanhas de vacinação, no momento em que vários países do bloco voltam a adotar medidas de restrição diante da terceira onda da pandemia.

Na quarta-feira (24), a Comissão Europeia endureceu drasticamente seu sistema de controle das exportações de vacinas produzidas em seu território para países fora do bloco, na tentativa de resolver um problema claramente evidente.

Esta decisão provocou uma irritada reação do Reino Unido, principal país receptor das vacinas produzidas na UE e exportadas pelos próprios laboratórios.

Ontem à noite, em uma nota conjunta, ambas as partes mostraram sua disposição de encontrar uma solução.

O dispositivo permite evitar as exportações de vacinas para países que produzem doses, mas bloqueiam o envio para a UE.

Também poderão ser bloqueadas as exportações para países, cujas populações já estejam amplamente vacinadas, ou que estejam se beneficiando de uma melhor situação epidemiológica.

Outro item da pauta será a proposta do passe verde sanitário, um certificado de vacinação, com o qual se espera poder reativar o turismo, uma fonte de renda essencial para muitos países do bloco.

A participação de Biden na reunião também é uma espécie de ar fresco para a UE, depois das enormes tensões nas relações transatlânticas durante o governo de Donald Trump.

Depois de decidir que a cúpula seria por videoconferência, o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, convidou Biden para se somar ao grupo. O presidente dos Estados Unidos aceitou imediatamente.

Embora o contato deva ser breve, representa a reabertura do canal de diálogo com um aliado essencial para a UE e o primeiro passo para a retomada da cooperação.

Na segunda fase da cúpula, os líderes da UE vão-se concentrar nas questões internacionais, em particular, nas relações com a Turquia, outro aliado fundamental da UE e membro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), com o qual as tensões recentes geraram enorme preocupação.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade