Publicidade

Estado de Minas SINGAPURA

Blogueiro é condenado por compartilhar artigo que incrimina o líder da Singapura


24/03/2021 10:43

Um blogueiro da Singapura foi condenado nesta quarta-feira (24) a pagar quase 100.000 dólares em danos por ter difamado o primeiro-ministro ao compartilhar uma publicação no Facebook que incrimina o líder em um caso de corrupção.

Lee Hsien Loong acusou o blogueiro Leong Sze Hian de ajudar a espalhar informação falsa contra ele ao compartilhar um artigo que o vincula ao fundo soberano da Malásia 1MDB, objeto de um grande escândalo no país vizinho do sudeste asiático.

O julgamento é o mais recente exemplo das medidas draconianas do governo para tentar silenciar a dissidência online, afirmam os ativistas dos direitos humanos e civis.

Os governantes da Singapura usam frequentemente os tribunais para silenciar as vozes dissidentes, desde os opositores políticos até os meios de comunicação estrangeiros, e insistem que esses processos são necessários para proteger sua reputação.

O juiz do tribunal superior da Singapura, Aedit Abdullah, condenou o blogueiro a pagar 133.000 dólares singapurenses (99.000 dólares americanos) por danos e prejuízos, enquanto o líder exigiu 150.000 dólares singapurenses (111.700 dólares americanos).

O advogado de Leong Sze Hian, Lim Tean, disse que o veredito foi "injusto" e "contém erros graves".

O primeiro-ministro se pronunciou no início do julgamento, em outubro, e acusou o blogueiro de espalhar acusações "maliciosas e infundadas" que danificaram a "integridade e honestidade" do governo.

O artigo compartilhado pelo blogueiro, publicado originalmente em um site de notícias malásio, afirma que o líder estava sendo investigado na Malásia em relação com o saque do fundo soberano 1MDB.

FACEBOOK


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade