Publicidade

Estado de Minas BRUXELAS

Bélgica reforça restrições pela terceira onda da pandemia


24/03/2021 10:32

O primeiro-ministro da Bélgica, Alexander De Croo, anunciou nesta quarta-feira (24) o reforço das restrições aos comércios e escolas do país para "superar a terceira onda" da pandemia de coronavírus, em meio a um claro aumento dos casos.

Pela nova regra, a partir do fim de semana os comércios "não essenciais" poderão receber clientes apenas com agendamento prévio.

No sistema educacional, somente os jardins de infância poderão abrir, todo o restante passará a ter aulas à distância, anunciou.

De Croo disse que a pandemia de coronavírus representa "uma grande lição de humildade para os políticos e para todos em geral".

O primeiro-ministro acrescentou que as medidas entrarão em vigor no próximo sábado e a intenção do governo é reabrir as escolas e flexibilizar as restrições em 19 de abril.

Os comércios que exigem um contato pessoal com os clientes, como salões e beleza e estúdios de tatuagem ou maquiagem, deverão permanecer fechados.

A Bélgica adotou uma norma que permitia a reunião de até 10 pessoas, mas a partir de sábado essa flexibilização se reduzirá drasticamente, para quatro pessoas como máximo.

O país já está sob um toque de recolher entre meia-noite e as seis da manhã e possui a recomendação geral de privilegiar o 'home office' - trabalho remoto.

As autoridades de saúde belgas apontam a variante britânica do coronavírus como o principal responsável pelo aumento dramático dos casos de contágio nas últimas semanas.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade