Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS

COVID-19: Europa tem manifestações contra restrições da pandemia

Protestos ocorreram em cidades da Alemanha, Reino Unido, Suíça, Holanda e Áustria, em alguns casos com violência


20/03/2021 18:21 - atualizado 20/03/2021 19:17

A maior manifestação contra as medidas de restrição neste sábado (20/03) ocorreu na cidade alemã de Kassel(foto: ARMANDO BABANI/AFP)
A maior manifestação contra as medidas de restrição neste sábado (20/03) ocorreu na cidade alemã de Kassel (foto: ARMANDO BABANI/AFP)
Milhares de pessoas foram às ruas neste sábado (20/03) em países da Europa, como Alemanha, Reino Unido, Suíça, Holanda e Áustria, em alguns casos com violência, para manifestar seu repúdio às restrições em vigor para conter a pandemia do coronavírus.

A manifestação de maior destaque ocorreu na cidade alemã de Kassel, onde se reuniram entre 15 mil e 20 mil pessoas, informou um porta-voz da polícia à AFP, o que representa um dos maiores protestos do gênero até agora este ano.

Sem máscaras em sua maioria, os manifestantes se reuniram na cidade para expressar sua insatisfação com as medidas aplicadas pelas autoridades para reduzir as infecções de COVID-19.

As forças policiais usaram spray de pimenta quando um grupo de pessoas tentou romper um cordão policial para se juntar a outro grupo de manifestantes.

"Isso não é o que um protesto pacífico deveria ser", tuitou a polícia da região de Hesse do Norte.

A polícia reportou "repetidos ataques" contra os serviços de emergência e alertou: "não vamos tolerar ataques deste tipo".

O protesto foi convocado pelo chamado "Querdenker", ou movimento de Pensadores Laterais, que agrupa aqueles que consideram injustificadas as medidas restritivas contra a pandemia.

Sob esse rótulo estão extremistas da esquerda, da direita, adeptos das teorias da conspiração e antivacinas.

Alguns dos participantes brandiram faixas com os dizeres "Chega de confinamento" e "Rebeldes Corona", bem como bandeiras com o lema "Querdenker".

O fundador do movimento, Michael Ballweg, pediu a seus seguidores no final de dezembro que suspendessem os protestos até a primavera.

A Alemanha registrou 16 mil novos casos de COVID-19 e 207 mortes no sábado, de acordo com dados do Instituto Robert Koch, voltado para doenças infecciosas.

Milhares de pessoas também marcharam em Londres. A polícia deteve 33 pessoas por violação das regras em vigor desde janeiro, segundo as quais é proibido se manifestar sem motivo autorizado.

Em Amsterdã, a polícia recorreu a canhões de água para dispersar os cerca de 500 manifestantes que também se reuniram sem autorização.

Outros protestos ocorreram em Viena (cerca de 1 mil participantes), Sofia (500) e na cidade suíça de Liestal, onde se aglomeraram cerca de 5 mil pessoas.

O que é o coronavírus

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte. 

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade